# pequenos momentos de felicidade

Aperte o play e leia!




Hoje acordei depois de dias cansativos, e como sempre me pus a andar descalça pela casa. Eu tomei o café e fui ouvir o Jack Johnson que dancei ontem à noite, agarrada a minha insônia e ao meu chá gelado de limão – não conseguia dormir, não mesmo. Enquanto eu arrastava os poucos móveis de casa tentando recolher as bolinhas da piscina que improvisei para Hugo brincar, a música me falava sobre mim e sobre essa minha história que não para. Desprezando o cansaço, o movimento do meu corpo era disposto e livre. Eu cantava de alegria e saudade, uma saudade ensolarada. Senti um sorriso no corpo e pensei sobre as manhãs. Não por acaso a vida é assim, acordar e acreditar que tudo vai ser novo e melhor, sentir que já está sendo bom, não importa se exatamente do jeito que a gente sonhou. Hoje eu sou a minha manhã fresca de sol.


Nenhum comentário

Postar um comentário